Segunda, 21 de Junho de 2021 07:01
Brasil Brasil

Comissão aprova texto-base que legaliza o cultivo de Cannabis

Projeto visa liberar cultivo planta, também usada para produzir maconha, para fins medicinais, veterinários, científicos e industriais

08/06/2021 21h55
Por: Redação Fonte: R7 - Do R7, com informações da Agência Câmara
Deputado Luciano Ducci (PSB-PR), relator do projeto desempatou a votação - (Foto: Divulgação/Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Deputado Luciano Ducci (PSB-PR), relator do projeto desempatou a votação - (Foto: Divulgação/Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisou o Projeto de Lei 399/15 aprovou, nesta terça-feira (8), o texto-base de proposta favorável à legalização do cultivo no Brasil, exclusivamente para fins medicinais, veterinários, científicos e industriais, da Cannabis sativa, planta também usada para produzir maconha.

Foram 17 votos favoráveis e 17 contrários, e o desempate coube ao relator, deputado Luciano Ducci (PSB-PR), conforme determina o Regimento Interno.

Falta votar destaques que podem alterar o substitutivo de Ducci ao projeto original do deputado Fábio Mitidieri (PSD-SE) e um apensado.

Crítico ao tema, mais cedo o presidente Jair Bolsonaro se posicionou, novamente, contra o projeto. "Tem a canabidiol sintética, não precisa deixar o pessoal plantar maconha em casa, não".

Na sequência, criticou o PT, partido que faz oposição ao governo federal. "Já imaginou se o PT volta ao Governo o quanto de maconha que dá para plantar maconha ali?"

A Cannabis sativa é a planta de onde também se produz a maconha e, por isso, o projeto causa muita polêmica.

Alguns deputados afirmam que a proposta vai possibilitar a ampliação do uso da maconha. Outros apoiam o uso medicinal do canabidiol, derivado da Cannabis, mas são contra o cultivo da planta no País. Outros ainda avaliam que o cultivo no Brasil deve baixar custos e favorecer os pacientes.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.