Segunda, 21 de Junho de 2021 06:54
Tecnologia Tecnologia

Exposições celebram o encanto dos animais e das paisagens no Brasil

Imagens ficarão expostas no metrô em SP, em comemoração à Semana do Meio Ambiente e aos 25 anos da WWF-Brasil

05/06/2021 01h20
Por: Redação Fonte: R7 - Eugenio Goussinsky, do R7
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

As espécies animais não vivem sem os biomas. Um depende do outro, inclusive no Brasil, onde a natureza tem uma diversidade de formas e seres vivos praticamente inigualável (na foto, o boto-cor-de-rosa)

Veja também: Menos é Mais: educação ambiental transforma comunidade de São Paulo

Cerrado, Mata Atlântica, mares, rios e montanhas interagem em paisagens fantásticas que precisam ser preservadas a cada dia (na foto, a Lagoa do Peixe, Pampa)

A WWF-Brasil está realizando uma série de exposições, em várias estações de metrô em São Paulo, que expõem as belezas da fauna e da flora brasileira. O objetivo é alertar sobre a importância da preocupação com o meio ambiente. As mostras contam com a parceria das concessionárias das linhas 4,5 e 17 do metrô paulistano (na foto, a Cascata Caracol, na Mata Atlântica)

O Brasil, com seus recursos naturais, continua a ser uma das maravilhas do mundo. As exposições celebram a Semana do Meio Ambiente – de 1 a 5 de junho – e os 25 anos do WWF-Brasil (na foto, o Cânion do Talhado, na caatinga)


O tema Conservação de espécies/biodiversidade será apresentado na estação Fradique Coutinho (Linha 4-Amarela), de 3 a 30 de junho; na estação Moema (Linha 5-Lilás), de 3 a 30 de julho e na estação Oscar Freire (Linha 4-Amarela), de 4 a 31 de agosto (na foto, o gato-maracajá)

A exposição sobre Biomas e relação humana ficará na estação Hospital São Paulo (Linha 5-Lilás), de 3 a 30 de junho; estação Paulista (Linha 4-Amarela), de 3 a 30 de julho e na estação Brooklin (Linha 5-Lilás), de 4 a 31 de agosto na foto, o tamanduá-bandeira)

Segundo pesquisa recente da Economist Intelligence Unit, realizada a pedido da Rede WWF, esta conscientização está aumentando (na foto, o macaco-zogue-zogue)

Os resultados mostram que a preocupação com a natureza aumentou 16% nos últimos cinco anos em todo o mundo (na foto, ribeirinho na Amazônia)

A iniciativa procura aproximar o público desse universo, composto de animais como onças, botos, lobos-guará, tamanduás, ariranhas e araras (na foto, o Vale da Lua, no cerrado)

Eles interagem com os respectivos biomas, como a Amazônia, cerrado, caatinga, Pantanal, Pampas e Mata Atlântica, mostrando como essa relação tem influência também na vida humana, mesmo em cidades distantes (na foto, Marinho Costeiro em Fernando de Noronha)



Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.