Sábado, 08 de Maio de 2021 05:49
Internacional Internacional

Prefeito diz que Nova York reabrirá 'totalmente' em julho

Bill De Blasio explicou que a reabertura só será possível por conta da grande quantidade de pessoas já vacinadas

29/04/2021 17h26
Por: Redação Fonte: R7 - Da Ansa
Prefeito diz que Nova York reabrirá 'totalmente' em julho - (Foto: Pixabay)
Prefeito diz que Nova York reabrirá 'totalmente' em julho - (Foto: Pixabay)

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, afirmou nesta quinta-feira (29) que planeja "reabrir totalmente" a cidade a partir do dia 1º de julho.

"Nosso plano é reabrir totalmente a cidade em 1º de julho. Estamos prontos para lojas, cinemas e escritórios abrirem", declarou em uma entrevista à emissora MSNBC.

Em mais de um ano, será a primeira vez que Nova York reabrirá completamente. O primeiro fechamento da cidade foi em março de 2020, quando ela se tornou o epicentro da pandemia do novo coronavírus nos Estados Unidos.

De Blasio ainda explicou que a reabertura só será possível por conta da grande quantidade de pessoas já vacinadas.

"O que estamos vendo é que as pessoas foram vacinadas em números extraordinários, as vacinações estão ganhando e as infecções entrando em colapso. Este será o verão de Nova York. Acho que as pessoas vão migrar para a cidade porque querem viver de novo", explicou o prefeito.

De acordo com dados da prefeitura, mais de 6 milhões de doses de vacinas contra o novo coronavírus foram administradas na cidade. Além disso, cerca de 36% da população adulta de Nova York já está imunizada.

O prefeito de Nova York, no entanto, não deixou claro se as normas das máscaras de proteção permanecerão em vigor depois da reabertura.

Desde o início da pandemia, a cidade registrou quase 925 mil casos de covid-19 e pouco mais de 32 mil mortes relacionadas ao vírus.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.