Quarta, 14 de Abril de 2021 19:04
Geral Deputado Barbosinha

Na CCJR, Barbosinha é responsável por relatar Projeto que garante auxílio emergencial às famílias de baixa renda de MS

O programa do Governo vai garantir auxílio de R$ 200,00 para assegurar as condições mínimas, alimentar e nutricional, às famílias em situação de vulnerabilidade social.

01/04/2021 08h24 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação Fonte: Assessoria de Comunicação
Na CCJR, Barbosinha é responsável por relatar Projeto que garante auxílio emergencial às famílias de baixa renda de MS

O deputado estadual Barbosinha (DEM-MS) foi responsável pela relatoria do Projeto de Lei 70/2021 que cria em Mato Grosso do Sul o Programa Mais Social. A matéria tramitou em regime de urgência na Assembleia Legislativa durante reunião virtual, na manhã desta quarta-feira (31), na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares do grupo.

Para o deputado Barbosinha relatar o Projeto em um momento único da história do Brasil, do mundo e de Mato Grosso do Sul, em que muitas famílias têm perdido seus entes queridos e que a fome já é uma realidade em muitos lares, é imprescindível e gratificante.

“Vivemos um tempo em que a mão do Estado tem que se fazer presente para preservar as famílias e assegurar condições minimamente dignas aos sul-mato-grossenses. Mesmo em um momento de contração econômica o Governo não mediu esforços para apresentar este Projeto e nós, deputados, abraçamos esta ação para colocar em pauta o mais breve possível. Essa medida dará condições aos mais necessitados de colocar comida na mesa de muita gente. Não tenho dúvidas, de que essa atitude, aliada às normas de prevenção à Covid-19, salvarão inúmeras vidas”, defendeu o deputado Barbosinha.

O programa do Governo vai garantir auxílio de R$ 200,00 para assegurar as condições mínimas, alimentar e nutricional, às famílias em situação de vulnerabilidade social.  Cerca de 100 mil famílias sul-mato-grossenses receberão o benefício considerado essencial pelo deputado democrata.

Na mesma manhã, o Projeto de Lei foi a plenário e aprovado pelos parlamentares durante sessão remota.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.