Segunda, 23 de Maio de 2022 00:24
Geral Mato Grosso do Sul

Detran-MS encerra o quarto mês do ano com 24,6 mil motocicletas anistiadas

Em quatro meses, o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), perdoou a dívida de 24.672 motociclistas, que foram anistia...

07/05/2022 04h55
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Em quatro meses, o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), perdoou a dívida de 24.672 motociclistas, que foram anistiados pela Lei nº 5.802, sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja. A lei prevê a anistia de débitos de licenciamento e IPVA para motocicletas de até 162 cilindradas em Mato Grosso do Sul.

Para ter acesso ao benefício, basta que o proprietário do veículo coloque em dia os tributos referentes ao exercício 2022.

De acordo com informações da diretora de Veículos do Departamento, Virgínia Manetti, apenas no quesito licenciamento, foram excluídos 86.585 débitos desde 2017.

Para que o proprietário do veículo tenha acesso a anistia, precisa ser atendido presencialmente em qualquer agência do Detran-MS. No entanto, na Capital e em algumas cidades do interior, o atendimento precisa ser agendado por meio do Portal de Serviços www.meudetran.ms.gov.br.

A diretora ressalta a importância de procurar uma agência para ter acesso ao desconto. "Não adianta apenas emitir a guia pelo site pois a mesma virá com o valor integral. Esse atendimento tem que ser feito presencialmente", finalizou.

Os proprietários podem procurar o Departamento a qualquer tempo neste ano. Para o diretor-presidente do órgão, Rudel Trindade, a lei permite que muitos condutores coloquem a vida em dia de modo que possam trafegar sem qualquer medo de ter seu veículo apreendido. “É uma ótima oportunidade para regularizar a situação”, ressaltou.

Vivianne Nunes, Detran/MS

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.