Segunda, 17 de Janeiro de 2022 06:13
Educação Mato Grosso do Sul

Gestores da REE de Campo Grande participam da 5ª edição da Teia da Educação 2021  

Diretores de 75 unidades escolares participaram da Teia da Educação, “Gestão Colaborativa, Educação Presente”, no “Ondara Buffet” – Chácara Cachoei...

02/12/2021 16h15
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Vinícius Espíndula, Hugo Leonardo e Renata Novaes
Vinícius Espíndula, Hugo Leonardo e Renata Novaes

Diretores de 75 unidades escolares participaram da Teia da Educação, “Gestão Colaborativa, Educação Presente”, no “Ondara Buffet” – Chácara Cachoeira, em Campo Grande.

Encerrando um ciclo de 12 reuniões técnico-pedagógicas que contemplou todas 347 escolas da Rede Estadual de Ensino, os gestores de 75 unidades escolares que fazem parte da Coordenadoria Regional de Educação de Campo Grande (CRE-6), participaram, na manhã desta quinta-feira (02), da 5ª edição da Teia da Educação 2021 – “Gestão Colaborativa, Educação Presente”, promovida pela Secretaria de Estado de Educação.

Após encontros em Aquidauana, Campo Grande (metropolitana), Dourados, Coxim e Ponta Porã, Jardim, Corumbá, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba e Três Lagoas a Teia da Educação 2021, foi realizada com gestores da capital, responsável por 48,8 mil estudantes atendidos nas instituições da Rede Estadual de Ensino de Campo Grande. A Coordenadoria Regional de Educação de Campo Grande é gerida pelo professor Adalberto Nascimento, que também coordena Gestão Escolar da SED.

Apresentação Cultural

A reunião técnico-pedagógica iniciou com as apresentações culturais, a estudante Caroline Gomes Diniz, do 1º Ano do Ensino Médio, interpretou, na flauta transversal, a música “João e Maria” de Chico Buarque. Já o estudante Pedro Henrique Sabino de Souza, do 3º Ano do Ensino Médio, interpretou a música “Imagine” de Jhon Lennon, no instrumento violoncelo. Os dois estudantes fazem parte do projeto "O som da Nossa Canção" da Escola Estadual General Malan.

Os estudantes Marcelus Andrade das Chagas, do 7º Ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual São Francisco e no violão, Marcius Andrade das Chagas da Escola Estadual 26 de agosto, realizaram apresentação da música “o Caderno”, de Toquinho. Marcelus faz parte do Instituto para Cegos Florisvaldo Vargas (ISMAC).

Cenário Educacional

A secretária de Estado de Educação, Cecília Motta, na abertura da reunião técnico-pedagógica, enalteceu o desempenho da Coordenadoria Regional e gestores de Campo Grande. Cecilia apresentou aos diretores o cenário educacional no contexto da pandemia COVID_19, com situação da educação no país, o impacto com a crise educacional no prejuízo à aprendizagem, panorama no mundo, a importância do retorno para garantia dos direitos dos discentes.

Cecilia Motta relatou sobre o Plano Nacional de Educação, “o plano de Mato Grosso do Sul foi o mais ousado, reflexo do compromisso que o Governo de MS tem com os estudantes da REE, nossa Teia da Educação, que está na quinta edição, tem a função de teia humana, de se desenvolver, de formação, em prol a aprendizagem das nossas crianças e adolescentes e a melhoria da qualidade da educação estadual. MS é exemplo de diversas ações, referência no Brasil, o que fazemos com excelência socializamos para todas as secretarias, reflexo de uma equipe coesa e determinada”, relata secretária.

Investimentos

Secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Corrêa Riedel, lembrou aos diretores de Campo Grande que “o ano que está se findando foi complicado, atípico e difícil na vida profissional e particular, devido a pandemia, deixo uma mensagem de virada de página, com sentimento de dever cumprido, um pouco assustados pelo futuro incerto, mas menciono com segurança, que o Governo de MS está empenhado e focado a proporcionar sempre melhoria na qualidade do ensino de nossos estudantes da REE. Agradeço o empenho, dedicação e comprometimento dos gestores pela educação de nosso MS”.

Eduardo Riedel lembrou ainda que, dos 48,8 mil estudantes matriculados na jurisdição de Campo Grande, cerca de 7,7 mil discentes estão inseridos no ensino em tempo integral, através do Programa “Escola da Autoria”, em 28 unidades escolares “no ano de 2022 teremos mais 09 novas escolas, totalizando 37 unidades escolares, com isso, somente na Capital, terá 49% das escolas da Rede Estadual de Ensino trabalhando com a modalidade de ensino”. Riedel destacou que os investimentos do Governo de MS não são apenas na melhoria estrutural, mas também tem gerado formação permanente dos servidores da educação.

Investimentos em MS

Governo de MS tem realizado ações determinantes, no âmbito educacional, por determinação do governador Reinaldo, ao todo, já foram beneficiadas 270 unidades escolares da REE, desde 2015, com mais de 660 intervenções realizadas (entre reformas, obras em geral, readequações nas redes hidráulica e elétrica, pintura e acessibilidade). Desde o início da atual gestão, foram mais de R$ 350 milhões investidos até o momento e estão previstos mais R$ 150 milhões para 2022”, lembrou secretária.

Dos diversos investimentos do Governo de MS na Rede Estadual de Ensino está o programa “Escola da Autoria”, que contempla a mudança no sistema de ensino, “até o final de 2022, praticamente 60% das 347 escolas de MS passarão para sistema de ensino em tempo integral”, finalizou Cecilia Motta.

Referência Nacional

Secretário adjunto de Estado de Educação, Edio Castro, lembrou aos diretores do aprendizado ao fazer gestão, em conjunto com secretária Cecilia, “aprendo muito com esta educadora de 50 anos de vida pública ao fazer gestão, sua capacidade e conhecimento é imprescindível para que tenhamos implantado políticas públicas que vêm de encontro com anseio dos estudantes de MS e de toda sociedade sul-matogrossense”.

Secretário adjunto Edio relatou que o Governo de MS é extremamente municipalista e trabalha em regime de colaboração com outros poderes públicos, como Assomasul e UNDIME e, lembrou ainda que, os diversos parceiros, como Instituto Ayrton Senna, Instituto Natura, Fundação Lemann, estão trabalhando em Mato Grosso do Sul devido ao respeito e confiabilidade que a Secretária Cecilia tem no âmbito nacional, “fruto do da dedicação e comprometimento com a educação pública brasileira, por este motivo somos referência de gestão em todo país”, enfatiza Edio.

Recomposição da Aprendizagem

Em seu discurso aos gestores da CRE-6, o superintendente de Políticas Educacionais Hélio de Queiroz Daher, explanou sobre “a garantia de um plano simples, organizado e de acordo com a realidade de cada unidade escolar”, ao abordar sobre Plano de Recomposição de Aprendizagem da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (PRA-MS).

O Plano de Recomposição de Aprendizagem tem como parâmetro a matriz de referência de Avaliação Estadual, foco de habilidades essenciais do Instituto Reúna para o Ensino Fundamental (Língua Portuguesa, História, Geografia, Matemática e Ciências), habilidades essenciais do Currículo de Referência de MS para o EF (Arte, Educação Física e Língua Portuguesa), habilidades essenciais do Referencial Curricular de MS para o Ensino Médio, avaliação diagnóstica, escuta ativa e contribuições do grupo estudantil da SED.

Na recomposição da aprendizagem são utilizados os espaços já disponíveis no emprego de tempo e servidores, emprego de espaços, como bibliotecas, laboratórios, salas tecnológicas; Ferramentas tecnológicas, como WebSED, G Suit For Education, videoaulas, entre outros, além de emprego de novos recursos, com ampliação de carga horário de servidores já disponíveis, preparatório online para ENEM e Vestibulares, Plataforma Letrus, bem como novas ações como grupos de estudos integrados de verão e inverno, durante férias e aos sábados, em parceria com universidades.

Planejamento

Os 153 diretores e adjuntos jurisdicionados da CRE-6 Campo Grande acompanharam as explanações da superintendente de Administração das Regionais, Mary Nilce Peixoto dos Santos e do coordenador de Gestão Escolar, Adalberto Nascimento.

Coordenador Adalberto Nascimento, relatou sobre a discussão em andamento da eleição dos grêmios estudantis da REE, atuação da COGES, protocolo de volta às aulas, além do manual de orientações para os gestores da rede, ações do monitoramento escolar.

Vacinação – Dia D

O coordenador da CRE-6 explanou aos gestores sobre a campanha do Governo do Estado, por intermédio das Secretarias de Estado de Saúde e Educação, intitulada "Estudante Inteligente Confia na Ciência – Vacine-se!", que visa fazer a busca ativa de estudantes com 12 anos ou mais, das redes públicas e privadas de ensino, dos 79 municípios do Estado, que acontecerá no próximo dia 7 de dezembro

Estima-se que cerca de 53.995 (21,91%) estudantes ainda não tomaram a primeira dose de vacina da Covid-19 e 120.603 (48,94%) estudantes não voltaram para tomar a segunda dose de vacina. A população vacinável de adolescente é de 246.441.

Para a realização desta campanha, cada um dos municípios indicou uma ou mais escolas que funcionará como polo base para a imunização dos adolescentes contra a Covid-19, além de disponibilizar equipes para a vacinação. Em Campo Grande, por exemplo, as Escolas Estaduais Joaquim Murtinho, Lino Villachá (Nova Lima) e Waldemir Barros da Silva (Moreninhas) serão os pontos focais para a imunização dos adolescentes das redes privadas e públicas de ensino, “foi disponibilizado, em parceria com Corpo de Bombeiros, 10 ônibus para locomoção dos estudantes”.

Adalberto lembrou que os alunos que ainda não se vacinaram precisam apresentar os seguintes documentos: CPF ou Cartão Nacional de Saúde (CNS), desde que acompanhado pelos pais ou responsável legal. No caso em que o adolescente comparecer desacompanhado, será exigido, além de um dos documentos mencionados, a apresentação do Termo de Autorização assinado pelos pais ou responsável legal. O Termo de Autorização poderá ser retirado junto à Secretaria de Estado de Educação.

Fotos: Vinícius Espíndula, Hugo Leonardo e Renata Novaes

Adersino Junior, SED

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.