Quarta, 08 de Dezembro de 2021 12:13
Cultura Mato Grosso do Sul

Cineasta Tiago Pedro ensina processos criativos da fotografia analógica no Campão Cultural

Contar histórias com imagens. Essa é a grande paixão do fotodocumentarista Tiago Pedro. Ele veio direto do Ceará para mostrar aos participantes do ...

24/11/2021 05h10
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Daniel Reino
Daniel Reino

Contar histórias com imagens. Essa é a grande paixão do fotodocumentarista Tiago Pedro. Ele veio direto do Ceará para mostrar aos participantes do Campão Cultural – I Festival de Arte, Diversidade e Cidadania, um pouco da história da fotografia analógica e suas técnicas que utiliza como método educativo para compor o seu trabalho poético com a luz. Ele veio dividir os conhecimentos que adquiriu como aluno da EICTV - Escuela Internacional de Cine y TV de Cuba, fundada por Gabriel García Marquez, lugar onde conheceu grandes nomes do cinema mundial, como Francis Ford Coppola, Abbas Kerostami e o brasileiro Cao Guimaraes.

“O cinema e a fotografia se aprende fazendo. É um ofício que não está nos livros pois o seu resultado muda de região para região. Existem diversas maneiras de pensar a fotografia analógica pois ela depende da temperatura, altitude, do tempo. E entender o analógico nos ajuda a compreender melhor a fotografia digital”, explicou o documentarista.

No primeiro dia do festival (22) Tiago Pedro mostrou diversas câmeras fotográficas e cinematográficas antigas do seu acervo pessoal e que integram o acervo do Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul (MIS-MS). “Minha intenção é ajudar as pessoas a entenderem como funcionavam estas câmeras e fazer uma reflexão acerca da imagem. O significado dessas imagens para a sociedade da época, quem fazia as fotografias, quem era retratado e a relação de poder demonstradas nas imagens”, destacou Tiago.

Segundo ele o cinema contemporâneo se inspira nestes aparatos fotográficos antigos. “Não gosto de fotos perfeitas, essa foi minha questão com professores de cinema, acho lindo o grão, o ruido, o acidente... componho com esses elementos e agradeço a surpresas que eles me dão no analógico. Procuro eles no meu processo revelando artesanalmente”.

No projeto Câmera Viajante, o cineasta Tiago Pedro está oferencendo dois cursos no Campão Cultural – I Festival de Arte, Diversidade e Cidadania. O primeiro é “Fotografia analógica para iniciantes” e o outro é “Fotografia Analógica para profissionais da área” onde apresentará seu processo criativo, os recursos que a fotografia analógica proporciona ao artista.

Os cursos estão acontecendo presencialmente de 22 a 26 de novembro das 14h às 17h no Museu da Imagem e do Som localizado no Memorial da Cultura e Cidadania, na Av. Fernando Correa da Costa, 559. As inscrições podem ser feitas no link: https://forms.gle/jKcPHTkw9oigoUX99 .

Texto: Gisele Colombo - FCMS

Fotos: Daniel Reino

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.