Quarta, 08 de Dezembro de 2021 12:40
Geral Mato Grosso do Sul

Com R$ 8,5 milhões de investimento, Governo lança programa para melhorar a alfabetização dos alunos da rede pública

Com investimento de mais de R$ 8,5 milhões, o governador Reinaldo Azambuja lançou nesta segunda-feira (25) o programa “MS Alfabetiza”, que visa cri...

25/10/2021 17h20
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Edemir Rodrigues 
Edemir Rodrigues 

Com investimento de mais de R$ 8,5 milhões, o governador Reinaldo Azambuja lançou nesta segunda-feira (25) o programa “MS Alfabetiza”, que visa criar as condições necessárias para que os estudantes da rede pública possam melhorar a aprendizagem durante a alfabetização no 1° e 2° ano, em áreas como leitura e escrita, adequadas para suas idades.

Para isto serão feitas parcerias com os 79 municípios, que de forma unânime aderiram ao programa. Eles vão receber investimentos na rede estadual e municipal de ensino, na qualificação profissional dos professores, material didático complementar, avaliação dos alunos, premiação às escolas, assim como apoio pedagógico.

“Hoje é um dia importante para educação de Mato Grosso do Sul. Por meio deste programa vamos dar apoio pedagógico, materiais didáticos, equipe de avaliação nos municípios, com o intuito de fortalecer a alfabetização na educação infantil e ensino fundamental, para este aluno ter melhores condições no ensino médio e superior”, explicou o governador Reinaldo Azambuja.

O governador destacou que nesta primeira etapa serão mais de R$ 8,5 milhões no programa. “Esta lei foi aprovada na Assembleia Legislativa e vai permitir ao Estado atuar junto com as redes municipais de ensino. Melhorar alfabetização dos alunos para esses jovens chegarem preparados no ensino médio e superior. Se não tivermos uma boa alfabetização, de que adianta investir nos outros ensinos? ”.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, falou da importância do programa para a preparação dos jovens para o futuro: "O grande objetivo dessa parceria: Governo Municipal e Governo Estadual é melhorar a qualidade de ensino básico no nosso Mato Grosso do Sul. Mato Grosso do Sul tem municipalismo em todas as áreas e, na educação, não poderia ser diferente. Esta integração, município e Estado, é fundamental para o nosso resultado a longo prazo, para o nosso futuro".

A secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola, afirmou que o programa é uma importante política pública do Estado para alfabetizar as crianças na idade certa. “Hoje é um dia especial. Vamos oferecer formação, material didático, avaliação para as crianças, planejamento, onde o Estado é provedor, provendo de uma política pública que investe na alfabetização na idade certa, para melhor atuação e aprendizado dos alunos”.

Impacto

Neste começo do programa pelo menos 3,5 mil professores farão parte da formação do “MS Alfabetiza”, contando aqueles que trabalham com alfabetização na rede municipal e estadual de ensino. A expectativa é que nos anos iniciais 757 escolas possam participar da iniciativa. Também haverá divisão de recursos de acordo com os resultados educacionais dos municípios.

Ao todo mais de 88 mil estudantes farão parte desta primeira fase, onde o programa ainda vai conceder bolsa de incentivos para coordenadores municipais e formadores locais. Serão entregues a partir de 2022 os materiais didáticos diferenciados para alunos do 1º e 2º ano.

“Quanto menor a criança, melhor deve ser a qualificação do profissional de educação. Nós, como gestores, devemos carregar esta responsabilidade. Esta é uma política do Estado, de conscientização e parceria com os municípios. A meta é garantir que as crianças estejam alfabetizadas até o 2° ano”, destacou Amendola.

Veveu Arruda, diretor-executivo da Associação Bem Comum, entidade parceira do programa, revelou que 50% das crianças com 10 anos de idade, já no 5° ano, não sabem ler no Brasil. “Ao final do ensino fundamental apenas 15% dos jovens saem do 9° ano no Brasil com o conhecimento adequados. Por esta razão esta iniciativa de hoje merece aplausos. Um programa inédito no Estado, que poderá dizer em breve que não tem nenhuma criança analfabeta dentro da sala de aula”.

O evento foi realizado no auditório da UEMS, em Campo Grande. Além do governador, participaram da solenidade os secretários Elisa Cleia Nobre (Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), Ana Nardes (Administração e Desburocratização), Eduardo Riedel (Infraestrutura), Pedro Chaves (Relações Institucionais) e Geraldo Resende (Saúde). Ainda marcaram presença os deputados estaduais Paulo Corrêa (presidente da Assembleia Legislativa), Rinaldo Modesto e Gerson Claro e o deputado federal Dagoberto Nogueira, além de prefeitos, secretários municipais e vereadores de vários municípios.

Leonardo Rocha e Bruno Chaves, Subcom

Fotos: Edemir Rodrigues 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.